Moradores de distrito de Caratinga cobram por saneamento básico

  • 17/02/2017
(Foto: Reprodução)
Esgoto corre a céu aberto em Cordeiro de Minas, segundo internautas. Responsáveis pela infraestrutura do local dizem que acompanham situação. Moradores de Cordeiro de Minas denunciam falta de infraesturura no local (Foto: Roberto Almeida/ Arquivo pessoal) Moradores do distrito de Cordeiro de Minas, em Caratinga, (MG) afirmam que sofrem com a falta de saneamento básico e com o esgoto, que, segundo eles, corre a céu aberto em algumas ruas do distrito. A contaminação do córrego que corta a comunidade também é uma preocupação. De acordo com os moradores, a prefeitura da cidade já foi procurada por várias vezes para resolver o problema, mas nada foi feito. Ainda segundo os moradores, o esgoto produzido no local é depositado de forma irregular no córrego Lagoa Silvana, um dos responsáveis por abastecer a lagoa de mesmo nome, que é considerada ponto turístico da região do Vale do Aço. Outro problema é a contaminação do solo, causada pela construção de fossas que, de acordo com os moradores, não atendem as normas estabelecidas. Esgoto corre a ceu aberto em algumas ruas (Foto: Roberto Almeida/ Arquivo pessoal) O pedreiro José da Silva tem 43 anos, e é nascido e criado no distrito. De acordo com ele, o problema do depósito irregular de esgoto no córrego é antigo. “Se não jogar aqui, não tem o que fazer. A prefeitura não faz nada para ajudar. O sonho era um esgoto tratado, mas isso parece que é só sonho mesmo", diz. Roberto Almeida, que também mora no local, diz que o mau cheiro e a grande quantidade de insetos não é novidade. Em frente à sua casa, na Avenida Manoel Lúcio Cordeiro, tem um esgoto que corre a céu aberto. De acordo com ele, o exemplo de sua porta é comum no distrito. “É frequente ver crianças e mesmo adultos com diarreia e vômito, principalmente aquelas que têm contato direto com o córrego", diz. O médico José de Oliveira Silva diz que o problema da infraestrutura do local interfere na saúde e causa uma série de enfermidades. “Vômito, dor de cabeça e diarreia, são doenças comuns de locais sem infraestrutura. Não podemos afirmar que é o caso do distrito em questão, mas existe grande possibilidade”. Para o ambientalista Alessandro de Sá, a situação do distrito reflete a realidade de muitos municípios mineiros, que ainda sofrem com a falta de investimento em tratamento de água e esgoto. “Os danos causados pala falta desse investimento pode ser irreparável ao longo dos anos, cabe aos governantes dar mais atenção ao risco vivido por essas pessoas”. Nota de redação: a prefeitura de Caratinga afirmou que a administração está fazendo um estudo do problema, e que os custos da obra que resolverá o problema estão sendo realizados; a prefeitura não respondeu sobre as denúncias feitas pelos moradores. A empresa responsável pela gestão da Lagoa Silvana, onde o córrego deságua, disse que é feito, periodicamente, o acompanhamento da qualidade de água da lagoa, que se encontra dentro dos níveis próprios para o uso. A Polícia Militar de Meio Ambiente informou que acompanha a situação, e que enviará uma equipe no local neste sábado (18) para verificar o problema, e, se for preciso, vai acionar o Ministério Público para atuar no caso.

FONTE: https://g1.globo.com/mg/grande-minas/vc-no-g1-intertvmg/noticia/2017/02/moradores-de-distrito-de-caratinga-cobram-por-saneamento-basico.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes